Renner está com aluguel atrasado em condomínio de luxo e quer se mudar


19fev2016---renner-em-entrevista-ao-camera-record-1455901660831_615x300

 

  • Renner está com aluguel atrasado em condomínio de luxo e quer se mudar

Com dificuldades financeiras e morando em condomínio de luxo, em Barueri, cidade da Grande São Paulo, o sertanejo Renner, ex-companheiro de Rick, disse em entrevista que está com dois meses de atraso no aluguel do apartamento e admitiu a intenção de se mudar em breve.

O valor do aluguel era de R$ 3,5 mil, mas o proprietário baixou para R$ 1,5 mil. Mesmo assim, o músico tem contado com a ajuda de amigos para dar conta das dívidas. “É meio caro para o que eu ganho hoje. Inclusive, eu quero agradecer ao proprietário do apartamento, seu Fernando. Obrigado por tudo o que senhor tem feito por mim”, disse ele, em entrevista ao “Câmera Record”, nesta quinta-feira (18).

Atualmente, Renner sobrevive dando palestras para falar sobre a “transformação de vida”, o que lhe garante uma renda entre R$ 1 mil e R$ 2 mil por mês, insuficiente para cobrir as despesas.

Além das dificuldades em pagar o aluguel, o cantor está sem carro e vai a pé ao supermercado. “Eu não sou coitadinho não. Mas eu não tenho carro. O mercado fica a 1 km daqui. Boto minha mochila e faço as compras a prestação, porque não cabe tudo”, contou.

Após acidente que resultou na morte de duas pessoas, em 2001, o sertanejo foi condenado a pagar R$ 1,5 milhão às famílias das vítimas, mas não quitou a indenização (Veja detalhes do acidente abaixo). Por determinação da Justiça, Renner teve bens bloqueados. “A Justiça tirou tudo de mim. A justiça dos homens é falha”, se queixou.

Ainda durante a entrevista, o sertanejo decidiu pedir perdão ao ex-companheiro de dupla Rick, um ano após a separação. O cantor, envolvido em um acidente de carro no fim de 2014 –o segundo na ficha criminal do cantor–, não fala com o antigo colega desde o fim da parceria.

“Eu peço perdão pelo mal que te causei”, diz o cantor para Rick. Desde o fim da dupla, Renner abandonou os palcos e se tornou evangélico. A parceria de 30 anos terminou depois que Renner foi flagrado embriagado em um acidente de carro. Ele foi liberado pela polícia após pagar R$ 10 mil de fiança.


Apesar de pedir desculpas ao ex-colega, o cantor, que teve o dinheiro bloqueado pela justiça e está com o aluguel atrasado há dois meses, diz que se sentiu traído por Rick.

“Eu acho que faltou amizade, mas eu te perdoo pelo que você fez pra mim”, critica Renner. Em fevereiro de 2015, logo após a separação, Rick foi entrevistado pelo “Domingo Legal” e descartou qualquer possibilidade de reconciliação com o ex-colega.

Acidente em 2001

Renner se envolveu em um acidente de trânsito, no dia 20 de agosto de 2001, no quilômetro 144 da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), em Santa Bárbara, no qual resultou na morte do engenheiro químico Luís Antônio Nunes Aceto e de Eveline Soares Rossi. O casal trafegava em uma motocicleta no sentido Piracicaba-Campinas quando foram atingidos pela BMW do cantor.

A rodovia possui pista dupla, mas, ainda assim, o carro do sertanejo ficou desgovernado, atravessou a pista e atingiu o casal, que morreu na hora. Segundo a acusação, ele trafegava em alta velocidade, próximo de 160 quilômetros por hora.

Renner foi condenado a pagar 2 mil salários mínimos (valor que hoje corrigido já estaria perto de R$ 3 milhões) e o prazo para quitar a indenização venceu há quatro anos. Até hoje os familiares das vítimas dizem ter recebido somente cerca de R$ 300 mil por meio da penhora de direitos autorais do músico.

Em 2013,  Renner aceitou pagar uma multa de R$ 244 mil, além de prestar serviços comunitários, para se livrar de uma pena de três anos e seis meses de detenção pelo envolvimento dele no acidente. O sertanejo pediu também o parcelamento do valor.

A condenação, de homicídio culposo – sem intenção – constará na ficha criminal do cantor. A sanção financeira será destinada para entidades públicas ou privadas, preferencialmente de educação para o trânsito ou atendimento à vítimas de trânsito, a critério da Vara de Execuções Criminais.

Apesar de a sentença ter sido proferida em outubro de 2007, Renner, até então, não tinha se apresentado ao Judiciário e aceitado pagar a multa. O prazo final para que ele o fizesse venceria em 30 de março. Se não o fizesse, ele seria considerado foragido. Mas, como se apresentou em 25 de fevereiro e aceitou a multa, não será preso.

Em agosto de 2014, familiares das vítimas conseguiram na Justiça bloquear bens do cantor Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner da dupla Rick e Renner. A medida também foi estendida a empresas ligadas ao sertanejo para evitar que ele deixe de pagar a indenização imposta pela Justiça, segundo a Agência Estado.

 

fonte:http://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2016/02/19/renner-esta-com-aluguel-atrasado-em-condominio-de-luxo-e-quer-se-mudar.htm


Você também vai gostar:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*