Voçê achou esses inseto na casa Nada de pânico, as soluções naturais não fezem falta! Confira quais >>>


Snap 2015-11-13 at 06.36.28

 

As traças ou peixinhos-de-prata são inimigos da casa muito desagradáveis: não estamos falando de bagres, sardinhas ou anchovas, mas de insetos que infestam muitas vezes as habitações. O nome científico deste animal é Lepisma saccharina: ele pode ser encontrado, por exemplo, nos móveis, mas também em muitos outros objetos em um apartamento. O apelido de peixinho-de-prata vem, é claro, da sua aparência, que lembra aquela de uma minhoca cinza, sem asas e com uma forma alongada. Estes insetos se alimentam com a cobertura brilhante das fotografias, bem como as ligações de livros e papéis; Eles se alimentam, também, de amido – aquele do papel de parede, por exemplo – e tecidos naturais. Não raramente, pode acontecer que estraguem a roupa ou o couro sintético.

Este inseto tém medo da luz e é sinantropico ou seja está localizado nas casas, e tem uma aparência desagradável, sendo formado por um corpo comprido e de cor prateada. É chamado Lepisma saccharina porque se alimenta de amidos ou açúcares, que são carboidratos. Além do corpo, fino e longo, podemos notar – observando as traçascom atenção – duas antenas que, além de ser muito compridas, são também muito sensíveis. Em princípio, o corpo pode ser de até um centímetro, excluindo as antenas e três longos círculos colocados na zona traseira, que têm uma função essencialmente tátil.

A cor metálica é devida à presença de escamas prateadas que aparecem a seguir a terceira muda. As traças tornam-se adultas, dependendo das condições de vida, em um período de tempo que pode ir de um mínimo de quatro meses a um máximo de três anos: de um modo geral, tornam-se adultas dentro de um ano se vivem à temperatura ambiente, ou seja, entre 21 e 23 graus. Toda a sua existência, no entanto, pode variar de dois a oito anos. As fêmeas colocam, em ambientes protegidos como rachaduras e fendas, cerca de uma centena de ovos a uma temperatura variando entre 25 e 30 graus; Não é possível a reprodução, pelo contrário, em ambiente seco ou com uma temperatura muito baixa. Em conclusão, há muitas razões pelas quais você pode querer mandar embora o mais rapidamente possível as traças.


É necessário entender quais são as razões que causaram o aparecimento das traças: somente sabendo o que atraiu esses intetos você será capaz de mantê-los longe. Vale a pena destacar, em primeiro lugar, que esses insetosem geral procuram ambientes muito úmidos, e é por esta razão que a maneira mais eficaz de combatê-los é precisamente tentar minimizar a umidade presente na casa. O uso de um desumidificador não pode ser subestimado se você quiser manter as áreas livres das traças. Se focalize , em particular, nos porões e nos banheiros: nesses lugares a ventilação deve ser otimizada e promovida tanto quanto possível.

 

Sempre para tentar diminuir a úmidade, poderia ser útil colocar nos vários cantos da casa alguns sacos que contenham sal, o qual – como todos sabem – tem a capacidade de absorver a úmidade; deve-se prestar atenção, de modo especial, aos livros, que devem ser armazenados em um lugar mai seco possível. A mesma atenção deve ser dada para o papel de parede, que deverá ser substituído assim que você perceber que está começando a afastar-se da parede. Pode ser útil, também, lembrar alguns recursos naturais para combater a traça: a primeira dica, por exemplo, é criar um tipo de armadilha cobrindo um frasco de vidro com fita adesiva, de modo que a traça possa subir na superfície áspera.

Os malditos insetos, desta forma, vão subir dentro do frasco (o peixinho-de-prata não pode voar, justamente por que são uma espécie de minhoca): inserindo uma mistura de pedaços de carne, farinha e açúcar você irá atraí-los, e ficarão presos sozinhos, porque, uma vez dentro da lata não serão capazes de sair, graças as paredes internas lisas. Se você tiver que lidar com esses invasores nos livros em vez sugerimos de colocar nas várias páginas algumas folhas de louro, que além de perfumar mantem bem longe a Lepisma saccharina.

 

fonte:http://www.astoupeiras.com/como-eliminar-as-tracas/3/

 

 


Você também vai gostar:

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*